Manabu Mabe




Sem título
serigrafia 12/100
1990 - 58 x 58


Currículo Resumido

Manabu Mabe (1924 - 1997)

Pintor, gravador, ilustrador.

De Kobe, Japão, emigra com a família para o Brasil em 1934, para dedicar-se ao trabalho na lavoura de café no interior do Estado de São Paulo. Interessado em pintura, começa a pesquisar, como autodidata, em revistas japonesas e livros sobre arte. Em 1945, na cidade de Lins, aprende a preparar a tela e a diluir tintas com o pintor e fotógrafo Teisuke Kumasaka. No fim da década de 1940, em São Paulo, conhece o pintor Tomoo Handa a quem apresenta seus trabalhos. Integra-se ao Grupo Seibi e participa das reuniões de estudos do Grupo 15. No ano seguinte adquire conhecimentos técnicos e teóricos com o pintor Yoshiya Takaoka. Nos anos 1950 toma parte nas exposições organizadas pelo Grupo Guanabara. Em 1957 vende seu cafezal em Lins e muda-se para São Paulo para dedicar-se exclusivamente à pintura. No ano seguinte, recebe o Prêmio Leirner de Arte Contemporânea. Em 1959, é homenageado com o artigo intitulado The Year of Manabu Mabe [O ano de Manabu Mabe], publicado na revista Time, em Nova York. Conquista prêmio de melhor pintor nacional na 5ª Bienal Internacional de São Paulo e prêmio de pintura na 1ª Bienal de Paris. Nos anos 1980 pinta um painel para a Pan American Union em Washington, Estados Unidos ilustra O Livro de Hai-Kais, tradução de Olga Salvary e edição de Massao Ohno e Roswitha Kempf e elabora a cortina de fundo do Teatro Provincial, em Kumamoto, Japão.


Vamos passar fome, mas não sei fazer outra coisa. Vou pintar até morrer. Esta decisão, Manabu Mabe comunicou à sua mulher, Ioshino, logo após a realização de sua primeira individual, na cidade de Lins, Estado de São Paulo, em 1951.

Mabe chegara ao Brasil com 10 anos de idade, acompanhado do pai, da mãe e de mais sete irmãos, fixando-se todos na cidade de Lins, como colonos, trabalhando na lavoura do café.

Assim que pode, a família mudou-se para o Jabaquara, bairro ao sul de São Paulo, que, com Vila Mariana, Paraíso e Liberdade, abrigava a colônia japonesa na capital paulista.

Em São Paulo, arrumou emprego em uma lavanderia e tinturaria, onde, a meio a seus afazeres habituais, também tingia também gravatas, que levava para casa, pintava, e depois vendia a lojas da cidade.

Paralelamente, prosseguia em suas experiências com pintura, iniciadas ainda quando trabalhava na lavoura. Embora autodidata, jamais dispensava a orientação de outros artistas mais experientes, cujos ensinamentos, entretanto, não absorvia, mas assimilava, fazendo deles uma leitura própria e aplicando-os segundo seu próprio instinto.


De volta a Lins nesse ano de 1951, para mostrar seus progressos na arte, foi recebido com grande carinho pela população, que o considerava da terra, como se lá houvesse nascido.

O Clube Linense cedeu-lhe o espaço para a realização da mostra. A população acorreu para vê-la. O orgulho com que os linenses o receberam, o entusiasmo da colônia japonesa da cidade pelo seu trabalho, o levaram a decidir: abandonaria tudo o mais, para dedicar-se à pintura.

Não era sua primeira aparição pública. No ano anterior, inscrevera alguns trabalhos no Salão da Escola Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro. Lá, era apenas um dentre muitos pintores, alguns dos quais já consagrados. Aqui, na cidade de Lins, era um destaque, o sucesso no meio de seus patrícios, enfim, a consagração.

Abandonou tudo para dedicar-se à pintura, mas não passou fome. Passou muitas dificuldades, isto sim, mas, ao fim da carreira, era um dos poucos artistas que podia se dar ao luxo de manter um ateliê em São Paulo, outro em Nova York e um terceiro em Tóquio, revezando-se entre os três e participando de exposições em importantes mostras de todo o mundo.


Manabu Mabe nasceu em Kumamoto Ken (Japão) em 1924 e faleceu em São Paulo (Capital) em 1997. Veio para o Brasil em 1934, acompanhado da família e, após uma pequena estada em Birigui, interior do Estado, todos se fixaram na cidade de Lins, trabalhando como agricultores.

Sua aproximação com a arte se deu de forma natural, primeiro copiando desenhos de revistas, depois pintando paisagens e naturezas mortas.

O fato de estar em uma cidade pequena, distante da capital e de outros grandes centros e, mais ainda, com a agravante de viver na zona rural, cerceou-lhe qualquer possibilidade de desenvolvimento na arte, seja adquirindo conhecimentos técnicos indispensáveis mesmo ao autodidata, seja encontrando mercado para sua produção, indispensável para quem pretenda viver dela.

Essa situação só viria alterar-se após sua mudança para São Paulo, onde, embora vivendo como operário, encontrava a possibilidade de uma comunicação com quem faz arte e com quem procura por ela.


Na Vila Mariana, bem próximo do Jabaquara, onde morava Mabe, ficava a molduraria de Tikashi Fukushima (1920), que ele conhecera, de passagem, ainda na cidade de Lins.

Ao dia, a loja de Fukushima funcionava na confecção de molduras. À noite, ocorria uma metamorfose. Cavaletes eram instalados e entusiasmados jovens nipônicos ali se encontravam para discutir arte, fazer arte e trocar experiências.

Outras manifestações culturais se realizavam no bairro que, embora com bolsões de pobreza, abrigava a classe média da cidade, aqueles que ainda não tinham status e suficiência econômica para se fixar nos Jardins (a área nobre), mas tinham renda bastante para para residir em núcleos aprazíveis, misto de casas residenciais e lojas comerciais.

Assim, os horizontes se abriram para ele e para outros da colônia, em busca de oportunidades para expor seus trabalhos e fazer-se reconhecidos no mundo da arte
.

Exposições Individuais

1957 - Lins SP - Individual, no Clube Linense
1959 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Barcinski
1960 - Montevidéu (Uruguai) - Individual, no Instituto de Cultura Uruguaio-Brasileiro
1960 - Nova York (Estados Unidos) - Individual, na Galeria Time-Life
1960 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no MAM/RJ
1960 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Sistina
1961 - Buenos Aires (Argentina) - Individual, na Galeria Rubbers
1961 - Montevidéu (Uruguai) - Individual, no Centro de Artes y Letras
1961 - Nova York (Estados Unidos) - Individual, no Time-Life
1961 - Paris (França) - Individual, na Galerie La Cloche
1961 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Barcinski
1961 - Roma (Itália) - Individual, na Galleria Del´Obelisco
1962 - Paris (França) - Individual, na Galerie La Cloche
1962 - Trieste (Itália) - Individual, na Galleria La Cavana
1962 - Veneza (Itália) - Individual, na Galleria Il Canale
1962 - Washington (Estados Unidos) - Individual, na Pan American Union
1963 - Salvador BA - Individual, na Galeria Querino
1964 - Lima (Peru) - Individual, no Instituto de Arte Contemporânea
1964 - Roma (Itália) - Individual, na Galleria D'Arte Della Casa do Brasil
1967 - Belo Horizonte MG - Individual, no MAP
1967 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Astréia
1968 - Cidade do México (México) - Individual, na Galeria Merk-Up
1968 - Nova York (Estados Unidos) - Individual, na Catherine Viviano Gallery
1969 - Lisboa (Portugal) - Individual, na Galeria Buchholz
1969 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Documenta
1970 - Houston (Estados Unidos) - Individual, no Museum of Fine Arts
1970 - Nova York (Estados Unidos) - Individual, na Catherine Viviano Gallery
1970 - Tóquio (Japão) - Individual, na Takashimaya Art Gallery
1971 - São Paulo SP - Individual, Galeria de Arte Ipanema
1971 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Documenta
1973 - Tóquio (Japão) - Individual, no Tokuma Art Gallery
1974 - São Paulo SP - Individual, na A Galeria
1975 - São Paulo SP - Retrospectiva, no Masp
1976 - Londres (Inglaterra) - Individual, na Stephen Maltz Fine Arts Gallery
1977 - São Paulo SP - Individual, na Galeria de Arte André
1978 - Kamakura (Japão) - Individual, no Kamakura Museum of Art
1978 - Kumamoto (Japão) - Individual, no Kumamoto Museum of Art
1978 - Osaka (Japão) - Individual, no National Museum of Art
1980 - Miami (Estados Unidos) - Individual, no The Lowe Art Museum
1980 - Washington D. C. (Estados Unidos) - Individual, no Museum of Modern Art of Latin America
1981 - Paris (França) - Individual, na Realidade Galeria de Arte
1982 - Miami (Estados Unidos) - Individual, no Meeting Point Art Center
1982 - Nova York (Estados Unidos) - Manabu Mabe, na Kouros Gallery
1982 - Paris (França) - Individual, na Realidade Galeria de Arte
1983 - Cidade do Panamá (Panamá) - Individual , na Galeria Arteconsult
1983 - Nova York (Estados Unidos) - Individual, na Kouros Gallery
1983 - São Paulo SP - Manabu Mabe: obras recentes, na Galeria de Arte André
1984 - Estocolmo (Suécia) - Individual, na SAC
1984 - Paris (França) - Individual, na FIAC
1984 - Rio de Janeiro RJ - 60 Anos de Mabe, na Realidade Galeria de Arte
1984 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Realidade Galeria de Arte
1985 - Londres (Inglaterra) - Manabu Mabe, na I. CAF
1986 - Rio de Janeiro RJ - Manabu Mabe, na Realidade Galeria de Arte
1986 - São Paulo SP - Manabu Mabe: obras recentes, no Masp
1987 - Paris (França) - Individual, na FIAC Grand Palais
1988 - Paris (França) - Individual, no Espace Latino-Americain
1989 - Nova York (Estados Unidos) - Individual, na Kouros Gallery
1990 - Belo Horizonte MG - Retrospectiva, na Novo Tempo Galeria de Arte
1990 - Brasília DF - Individual, na Visual Galeria de Arte
1991 - Nagoya (Japão) - Individual, na Saito Gallery
1991 - Osaka (Japão) - Individual, na Yamaki Art Gallery
1991 - Paris (França) - Individual, na Galeria Debret
1992 - Kumamoto (Japão) - Individual, no Tsuruya Art Gallery
1992 - São Paulo SP - Individual, no Museu da Casa Brasileira
1992 - Tóquio (Japão) - Individual, Murauchi Art Gallery
1995 - São Paulo SP - Manabu Mabe: 50 anos de pintura, na Galeria de Arte André


1950 - Rio de Janeiro RJ - 56º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
1950 - São Paulo SP - 1ª Exposição do Grupo Guanabara, na Galeria Domus
1951 - Lins SP - 1º Salão Linense de Artes Plásticas - medalha de ouro
1951 - Rio de Janeiro RJ - 57º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
1951 - São Paulo SP - 1º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia
1951 - São Paulo SP - 2ª Exposição do Grupo Guanabara, no IAB/SP
1952 - São Paulo SP - 17º Salão Paulista de Belas Artes, nos Salões do Trianon - menção honrosa
1952 - São Paulo SP - 1º Salão do Grupo Seibi de Artistas Plásticos, no Clube Sakura - grande medalha de prata
1953 - Rio de Janeiro RJ - 2º Salão Nacional de Arte Moderna, no MNBA - prêmio aquisição
1953 - São Paulo SP - 2ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão dos Estados
1953 - São Paulo SP - 2º Salão do Grupo Seibi de Artistas Plásticos - grande medalha de ouro
1954 - São Paulo SP - 3º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia - pequena medalha de prata
1954 - Tóquio (Japão) - Bienal de Tóquio
1955 - São Paulo SP - 3ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão das Nações
1955 - São Paulo SP - 4º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia
1956 - São Paulo SP - 5º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia - pequena medalha de prata
1957 - São Paulo SP - 6º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia - pequena medalha de ouro
1958 - Rio de Janeiro RJ - Salão de Arte A Mãe e a Criança
1958 - São Paulo SP - 4ª Exposição do Grupo Guanabara, na ACM
1958 - São Paulo SP - 7ª Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia - grande medalha de ouro
1959 - Dallas (Estados Unidos) - Coletiva, no Dallas Museum of Fine Arts - prêmio aquisição
1959 - Leverkusen (Alemanha) - Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
1959 - Munique - Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa, no Kunsthaus
1959 - Paris (França) - 1ª Bienal de Paris - Prêmio Braun e prêmio bolsa de estudo
1959 - Rio de Janeiro RJ - 8º Salão Nacional de Arte Moderna - prêmio de isenção de júri
1959 - Rio de Janeiro RJ - 8º Salão Nacional de Arte Moderna, no MAM/RJ
1959 - São Paulo SP - 5ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão Ciccilo Matarazzo Sobrinho - melhor pintor nacional
1959 - São Paulo SP - 5ª Exposição do Grupo Guanabara, na ACM
1959 - São Paulo SP - 8º Salão Paulista de Arte Moderna - Prêmio Governador do Estado
1959 - São Paulo SP - 8º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia
1959 - São Paulo SP - Prêmio Leirner de Arte Contemporânea, na Galeria de Arte das Folhas
1959 - Viena (Áustria) - Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
1960 - Hamburgo (Alemanha) - Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
1960 - Lisboa (Portugal) - Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
1960 - Madri (Espanha) - Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
1960 - Paris (França) - Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
1960 - São Paulo SP - Coleção Leirner, na Galeria de Arte da Folha
1960 - São Paulo SP - Exposição dos Sete, na CAC
1960 - Utrecht (Holanda) - Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
1960 - Veneza (Itália) - 30ª Bienal de Veneza - Prêmio Fiat
1961 - Boston (Estados Unidos) - Latin American Artists, no Institute of Contemporary Art
1961 - São Paulo SP - 6ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão Ciccilo Matarazzo Sobrinho
1961 - Washington (Estados Unidos) - Japanese Painters of the Americas
1962 - Bragança Paulista SP - Exposição dos Seis, no Clube Dois
1962 - Colorado (Estados Unidos) - New Art of Brazil, no Colorado Springs Fine Arts Center
1962 - Córdoba (Argentina) - 1ª Bienal Americana de Arte - 1º prêmio
1962 - Minneapolis (Estados Unidos) - New Art of Brazil, no Walker Art Center
1962 - San Francisco (Estados Unidos) - New Art of Brazil, no San Francisco Museum of Art
1962 - São Paulo SP - Seleção de Obras de Arte Brasileira da Coleção Ernesto Wolf, no MAM/SP
1962 - St. Louis (Estados Unidos) - New Art of Brazil, no City Art Museum
1963 - Campinas SP - Pintura e Escultura Contemporâneas, no Museu Carlos Gomes
1963 - Lima (Peru) - Pintura Latino-Americana, no Instituto de Arte Contemporânea
1963 - Rio de Janeiro RJ - 1º Resumo de Arte JB, no Jornal do Brasil
1963 - São Paulo SP - 7ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1963 - Viena (Áustria) e Londres (Inglaterra) - Brazilian Art Today, no Museum Fur Angewandte Kunst e no Royal Art College
1964 - Rio de Janeiro RJ - 2º O Rosto e a Obra, na Galeria Ibeu Copacabana
1964 - Rio de Janeiro RJ - 8º Salão do Grupo Seibi de Artistas Plásticos, no MAM/RJ
1965 - La Paz (Bolívia) - Pintores Nipo-Brasileiros, na Embaixada do Brasil
1965 - Londres (Inglaterra) - Brazilian Art Today, na Royal Academy of Arts
1965 - Oakland (Estados Unidos) - Nippo-Brazilian Paintings Today
1965 - São Paulo SP - 8ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1965 - Tóquio (Japão) - Nippo-Brazilian Paintings Today
1965 - Washington (Estados Unidos) - Nippo-Brazilian Paintings Today
1966 - Cidade do México (México) - Pintura y Grabado del Brasil, no Museu de Arte Moderna
1966 - Rio de Janeiro RJ - O Artista e a Máquina, no MAM/RJ
1966 - São Paulo SP - 10º Salão do Grupo Seibi de Artistas Plásticos, na Sociedade Paulista de Cultura Japonesa
1966 - São Paulo SP - Artistas Nipo-Brasileiros, no MAC/USP
1966 - São Paulo SP - Meio Século de Arte Nova, no Museu de arte Contemporãnea, no MAC/USP
1966 - São Paulo SP - O Artista e a Máquina, no Masp
1966 - São Paulo SP - Três Premissas, no MAB/Faap
1966 - Washington (Estados Unidos) - Two Nippo-Brazilian Painters, no Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos
1967 - Chicago (Estados Unidos) - Contemporary American Painting and Sculpture, na Illinois University
1967 - Nova York (Estados Unidos) - International Art Festival, na The New York Hilton Gallery at Rockfeller Center
1967 - São Paulo SP - 9ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1967 - São Paulo SP - Dez Artistas Nipo-Brasileiros, no Salão Nobre da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa
1967 - Urbana (Estados Unidos) - Contemporary American Painting and Sculpture, na Universidade de Illinois
1968 - Cidade do México (México) - Coletiva, no Museu de Arte Moderna
1968 - São Paulo SP - Primeira Feira Paulista de Opinião, no Teatro Ruth Escobar 
1969 - Porto Alegre RS - Pintores Nipo-Brasileiros, na Galeria Cândido Portinari
1970 - Milão (Itália) - Arte Braziliana Contemporânea, no Consulado do Brasil
1971 - São Paulo SP - 11ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1972 - Medellin (Colômbia) - 3ª Bienal de Medellín, no Museo de Antioquia
1972 - São Paulo SP - Arte/Brasil/Hoje: 50 anos depois, na Galeria da Collectio
1972 - Tóquio (Japão) - 150 Anos da Independência do Brasil, na Yakult Honsha
1973 - Kyoto (Japão) - Japanese Artists of America, no National Museum of Kyoto
1973 - São Paulo SP - 12ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1973 - São Paulo SP - 1ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1973 - São Paulo SP - 5º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1973 - Tóquio (Japão) - Japanese Artists of America, no The Tokyo Museum
1975 - São Paulo SP - 13ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1975 - São Paulo SP - 2ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo
1977 - Madri (Espanha) - Arte Actual de Iberoamericana, no Instituto de Cultura Hispânica
1977 - San Salvador (El Salvador) - Homenagem à Pintura Latinoamericana
1977 - São Paulo SP - 3ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1977 - São Paulo SP - Mostra de Arte, no Grupo Financeiro BBI
1977 - São Paulo SP - Os Grupos: a década de 40, no Museu Lasar Segall
1978 - São Paulo SP - 3 Gerações de Artistas Nipo-Brasileiros, na Galeria Arte Global
1978 - São Paulo SP - As Bienais e a Abstração: a década de 50, no Museu Lasar Segall
1979 - Curitiba PR - Artistas Nipo-Brasileiros, no Salão de Exposição do BADEP
1979 - São Paula SP - 4ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1979 - São Paulo SP - 11º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1979 - São Paulo SP - 15ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1980 - Buenos Aires (Argentina) - Ochenta Años de Arte Brasileño, no Banco Itaú
1980 - Rio de Janeiro RJ - Homenagem a Mário Pedrosa, na Galeria Jean Boghici
1980 - São Paulo SP - Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1980 - São Paulo SP - Mestres do Abstracionismo Lírico no Brasil, na Galeria Eugénie Villien
1981 - Osaka (Japão) - Exposição Latino-Americana de Arte Contemporânea Brasil/Japão, no Museu Nacional de Arte de Osaka
1981 - São Paulo SP - 5ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1982 - Bauru SP - 80 Anos de Arte Brasileira
1982 - Lisboa (Portugal) - Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
1982 - Londres (Reino Unido) - Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Barbican Art Gallery
1982 - Marília SP - 80 Anos de Arte Brasileira
1982 - Penápolis SP - 5º Salão de Artes Plásticas da Noroeste, na Fundação Educacional de Penápolis
1982 - Salvador BA - A Arte Brasileira da Coleção Odorico Tavares, no Museu Carlos Costa Pinto
1982 - São Paulo SP - 80 Anos de Arte Brasileira, no MAB/SP
1982 - São Paulo SP - Marinhas e Ribeirinhas, no Museu Lasar Segall
1983 - Atami (Japão) - 6ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1983 - Atami (Japão) - Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1983 - Belo Horizonte MG - 80 Anos de Arte Brasileira, na Fundação Clóvis Salgado. Palácio das Artes
1983 - Campinas SP - 80 Anos de Arte Brasileira, no MACC
1983 - Curitiba PR - 80 Anos de Arte Brasileira, no MAC/PR
1983 - Kyoto (Japão) - 6ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1983 - Ribeirão Preto SP - 80 Anos de Arte Brasileira
1983 - Rio de Janeiro RJ - 6ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, no MNBA
1983 - Rio de Janeiro RJ - Auto-Retratos Brasileiros, na Galeria de Arte Banerj
1983 - Santo André SP - 80 Anos de Arte Brasileira, na Prefeitura Municipal de Santo André
1983 - São Paulo SP - 6ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, no Masp
1983 - Tóquio (Japão) - 6ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1984 - Buenos Aires (Argentina) - Mestres do Abstracionismo Brasileiro
1984 - Fortaleza CE - 7º Salão Nacional de Artes Plásticas
1984 - Haya (Holanda) - Mestres do Abstracionismo Brasileiro
1984 - Lisboa (Portugal) - Mestres do Abstracionismo Brasileiro
1984 - Londres (Inglaterra) - Mestres do Abstracionismo Brasileiro
1984 - Madri (Espanha) - Mestres do Abstracionismo Brasileiro
1984 - Milão (Itália) - Mestres do Abstracionismo Brasileiro
1984 - Nova York (Estados Unidos) - Mestres do Abstracionismo Brasileiro
1984 - Paris (França) - Mestres do Abstracionismo Brasileiro
1984 - Rio de Janeiro RJ - 7º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
1984 - Rio de Janeiro RJ - Pintura Brasileira Atuante, no Espaço Petrobras
1984 - Roma (Itália) - Mestres do Abstracionismo Brasileiro
1984 - São Paulo SP - Coleção Gilberto Chateaubriand: retrato e auto-retrato da arte brasileira, no MAM/SP
1984 - São Paulo SP - Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal
1984 - Washington (Estados Unidos) - Mestres do Abstracionismo Brasileiro
1985 - Atami (Japão) - 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1985 - Kyoto (Japão) - 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1985 - Rio de Janeiro RJ - 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Brasil-Japão de Artes Plásticas
1985 - Rio de Janeiro RJ - Seis Décadas de Arte Moderna na Coleção Roberto Marinho, no Paço Imperial
1985 - São Paulo SP - 100 Obras Itaú, no Masp
1985 - São Paulo SP - 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Brasil-Japão de Artes Plásticas
1985 - Tóquio (Japão) - 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1986 - Rio de Janeiro RJ - JK e os Anos 50: uma visão da cultura e do cotidiano, na Galeria Investiarte
1986 - São Paulo SP - Antes e Agora: 8 pintores, na Fundação Cásper Líbero
1987 - Paris (França) - Modernidade: arte brasileira do século XX, no Musée d?Art Moderne de la Ville de Paris
1987 - Rio de Janeiro RJ - Ao Colecionador: homenagem a Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
1987 - São Paulo SP - 20ª Exposição de Arte Contemporânea, na Chapel Art Show
1987 - São Paulo SP - O Ofício da Arte: pintura, no Sesc
1987 - São Paulo SP - Primavera, na Liberdade Garô Galeria de Arte
1988 - Belém PA - Herança do Japão: aspectos das artes visuais nipo-brasileiras, na Fundação Rômulo Maiorana
1988 - Brasília DF - Herança do Japão: aspectos das artes visuais nipo-brasileiras, na Fundação Cultural do Distrito Federal
1988 - Curitiba PR - Herança do Japão: aspectos das artes visuais nipo-brasileiras, no MAC/PR
1988 - Manaus AM - Herança do Japão: aspectos das artes visuais nipo-brasileiras, na Pinacoteca do Estado
1988 - Nova York (Estados Unidos) - The Latin American Spirit: art and artists in the United States: 1920-1970, no Bronx Museum of the Arts
1988 - Pequim (China) - 1ª Exposição Brasil-China, na Galeria de Belas Artes da China
1988 - Porto Alegre RS - Herança do Japão: aspectos das artes visuais nipo-brasileiras, no Margs
1988 - Recife PE - Herança do Japão: aspectos das artes visuais nipo-brasileiras, na Fundação Joaquim Nabuco
1988 - São Paulo SP - 15 Anos de Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Mokiti Okada
1988 - São Paulo SP - Herança do Japão: aspectos das artes visuais nipo-brasileiras, no MAB/Faap
1988 - São Paulo SP - Modernidade: arte brasileira do século XX, no MAM/SP
1988 - São Paulo SP - Vida e Arte dos Japoneses no Brasil, no Masp
1989 - Copenhague (Dinamarca) - Os Ritmos e as Formas: arte brasileira contemporânea, no Museu Charlottenborg
1989 - El Paso  (Estados Unidos) - The Latin American Spirit: art and artists in the United States: 1920-1970, no El Paso Museum of Art
1989 - Fortaleza CE - Arte Brasileira dos Séculos XIX e XX nas Coleções Cearenses: pinturas e desenhos, no Espaço Cultural da Unifor
1989 - Lisboa (Portugal) - Seis Décadas de Arte Moderna Brasileira: Coleção Roberto Marinho, na Fundação Calouste Gulbenkian. Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
1989 - Rio de Janeiro RJ - Herança do Japão: aspectos das artes visuais nipo-Brasileiras, no MNBA
1989 - San Diego (Estados Unidos) - The Latin American Spirit: art and artists in the United States: 1920-1970, no San Diego Museum of Art
1989 - San Juan (Porto Rico) - The Latin American Spirit: art and artists in the United States: 1920-1970, no Instituto de Cultura Puertorriqueña
1989 - São Paulo SP - 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1989 - São Paulo SP - Pintura Brasil Século XIX e XX: obras do acervo do Banco Itaú, na Galeria Itaú Cultural
1990 - Atami (Japão) - 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1990 - Brasília DF - 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1990 - Miami (Estados Unodos) - The Latin American Spirit: art and artists in the United States, 1920-1970, no Center for the Arts
1990 - Rio de Janeiro RJ - 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1990 - São Paulo SP - 6º Salão Brasileiro de Arte, na Fundação Mokiti Okada M.O.A.
1990 - São Paulo SP - 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea, na Fundação Brasil-Japão de Artes Plásticas
1990 - Sapporo (Japão) - 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea, na Fundação Brasil-Japão de Artes Plásticas
1990 - Tóquio (Japão) - 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1992 - Poços de Caldas MG - Arte Moderna Brasileira: acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, na Casa de Cultura
1992 - São Paulo SP - 7º Salão Brasileiro de Arte, na Fundação Mokiti Okada
1992 - São Paulo SP - Grupo Guanabara: 1950-1959, no Renato Magalhães Gouvêa Escritório de Arte
1993 - São Paulo SP - Exposição Luso-Nipo-Brasileira, na MAB/Faap
1994 - São Paulo SP - Arte Moderna Brasileira: uma seleção da Coleção Roberto Marinho, na Masp
1994 - São Paulo SP - Bandeiras: 60 artistas homenageiam os 60 anos da USP, no MAC/USP
1994 - São Paulo SP - Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal
1995 - Brasília DF - Sete Samurais da Arte Brasileira, na LBV
1995 - Niigata (Japão) - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no The Niigata Prefectual Museum of Modern Art
1995 - São Paulo SP - Brasil-Japão Arte, na Fundação Mokiti Okada M.O.A.
1995 - São Paulo SP - Brasil-Japão de Arte, Fundação Mokiti Okada
1995 - São Paulo SP - Projeto Contato, na Galeria Sesc Paulista
1995 - São Paulo SP - Projeto Contato, na Galeria Sesc Paulista
1995 - Tokushima (Japão) - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no Centro Cultural de Tokushima
1996 - Barra Mansa RJ - 12 Nomes da Pintura Brasileira, no Centro Universitário de Barra Mansa
1996 - Gifu  (Japão) - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no The Museum of Fine Art Gifu
1996 - São Paulo SP - Arte Brasileira: 50 anos de história no acervo MAC/USP: 1970 - 1970, no MAC/USP
1996 - São Paulo SP - Bandeiras, na Galeria de Arte do Sesi
1996 - São Paulo SP - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no Masp
1996 - Tóquio (Japão) - Exposição dos Pintores Nipo-Brasileiros Contemporâneos, no Azabu Art Museum





pt.wikipedia.org/wiki/Manabu_Mabe

Firenze Galeria de Arte
Rua Gonçalves Dias, 1866 - Lourdes | BH - MG - CEP: 30140-092 | Tel.: (31) 3291-2343 - galeriafirenze@galeriafirenze.com.br